SUSPEITOS PRESOS EM FÁBRICA CLANDESTINA DE PALMITO RESPONDERAM EM LIBERDADE

Equipes da Polícia Rodoviária Federal desativaram duas fábricas clandestinas de palmito em uma operação realizada em Cajati, no interior de São Paulo. De acordo com as autoridades, as fábricas funcionavam sem as condições sanitárias necessárias devidas e com equipamentos inadequados para a produção do alimento. Três pessoas foram detidas durante a ação.

Conforme apurado pelo G1, os flagrantes aconteceram durante a tarde da última segunda-feira (22), em uma operação realizada pela PRF para o combate ao roubo de carga em Cajati. As equipes procuravam por um carro utilizado por criminosos, no bairro Vila Antunes.

Os policiais resolveram perguntar a um morador se ele tinha informações sobre o veículo denunciado. O homem, um ajudante de pedreiro de 48 anos, tentou fugir dos policiais antes de ser questionado, correndo em direção a uma casa vizinha.

No local, que foi abandonado pelo suspeito, a PRF encontrou uma fábrica que atuava sem as licenças devidas e com equipamentos em condições precárias, além de palmito juçara.

Os policiais, então, realizaram buscas na casa para onde o suspeito fugiu. No imóvel, a equipe identificou uma segunda fábrica clandestina e o suspeito de manter o local, um homem de 39 anos, além do ajudante de pedreiro, que afirmou aos policiais ter ficado com medo de ser preso. A proprietária da segunda fábrica, uma mulher de 58 anos, também foi identificada.

Ainda segundo a Polícia Rodoviária Federal, foram apreendidos 1.915 potes com palmito prontos para serem comercializados, além de utensílios, e um veículo utilizado no transporte do produto. A PRF aponta, também, que ambos os imóveis foram lacrados pela Vigilância Sanitária.

Os materiais apreendidos e os três suspeitos identificados nas fábricas foram encaminhados à Delegacia de Cajati, onde foram indiciados por crime ambiental. Após o registro da ocorrência, o trio foi liberado para responder criminalmente em liberdade.

Fonte: https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2020/06/23/prf-desativa-fabricas-clandestinas-de-palmito-durante-operacao-em-sp.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *